quinta-feira, junho 26, 2003

O amôr há lingua (ou pókaralho com os blog-puristas)
Parece terse criado na blogosfera uma onda de ódio em relação à má construção gramatical e aos erros de Pertuguêz.
Até aqui nada de novo, é salutar e pedagógico. O que axo mal é o facto de se utilizarem correcções ortográficas ou gramaticais para dirigir ataques velados. O que acho vergonhoso é assistir ao mascarar da falta de ideias com um conjunto inesperado de expressões, com uma construção gramatical escorreita e com o uso quase visual de palavras retiradas ao fundo do baú da nossa literatura.
Qual cozinheiro que exagera nos temperos para disfarçar a má qualidade dos cozinhados, estes blog-puristas assumem-se como os salvadores da língua para não dizerem nada de novo.
Para mim não passam de bochechadores do alfabeto, mas não vão conçeguir levar a deles há vante. A mensagem paça, as frases saem directas, sem medida ou preparação. A construção sai sinuosa, tal como o é o nosso pensamento e as caralhadas voam livres, sem se afundarem em sinónimos ou orgasmos etimológicos.

Nenhum comentário: