quarta-feira, junho 11, 2003

O neo-nacionalismo
O nosso presidente, não se sabe ainda se por causa do tintol ou se por causa de algum AVC que lhe deu na altura, referiu-se no discurso do Dia de Portugal a um novo nacionalismo, a um novo sentimento patriótico.
Por momentos fiquei confuso, mas depois apercebi-me que ele tinha razão. O novo sentimento patriótico devia ser alguma coisa escondida... de repente lembrei-me! "será que a comichão no olho do cu que me tem atormentado é afinal o novo sentimento de patriotismo?"
Depois de pensar no assunto a fundo cheguei à conclusão que só podia ser isso!
Se o sentimento patriótico é aquela comichão incomodativa que me moi o juizo na rua, e se esse sentimento me obriga a andar como se fosse um roto, então essa postura deve ser a postura patriótica! E o cheiro patriótico? Uma mistura de suor do rego e bosta? Então o discurso patriótico será o valente peido? E a bandeira? Toda castanha com o símbolo de uma peida? O hino, em vez de A Portuguesa, passava a ser A Cagada e o nosso presidente, bem... deixava de ter esse título para se passar a chamar: Capitão Cagalhão!

Nenhum comentário: