sexta-feira, novembro 28, 2003

Vem aí o Natal!
(Depois não digam que eu não avisei)

esta é do Sebastião...

Divagações sobre um grafitti
Estavamos em frente a um grafitti onde estava escrito "RAKEL" e uma dúvida pertinente ocorreu ao Sebastião:
Será que a Raquel, com "Kapa", faz broches com "Xis"?

terça-feira, novembro 25, 2003

Alfacinhas

Alfacinhas...
Alguém sabe porque é que os Lisboetas se chamam alfacinhas?
Eu também não, pelo menos até ontem, quando estava numa loja de animais e observei que os pássaros estavam a comer alface, as tartarugas estavam a comer alface, os coelhos estavam a comer alface, até os grilos comiam alface, para não falar nos répteis... e então, qual visão, a verdade atingiu-me! São alfacinhas porque são comidos por todo o lado!
E os do Porto? Esses são morcões. Morcões é o mesmo que minhoca e as minhocas...também comem alface!

segunda-feira, novembro 24, 2003

Porque é que fui contra a invasão do Iraque:
Estes gajos não merecem a paz.
As prescrições
Uma das coisas que nunca percebi nas lutas das associações de estudantes é a questão das prescrições. O quase prescrito Bruno volta à questão e acusa o Governo de "expulsar os estudantes do ensino superior sem estudar as causas do insucesso escolar". Ora foda-se Bruno. Segundo a lei de bases do financiamento do ensino superior para um curso de 4/5 anos um estudante pode increver-se 8 vezes. Vou repetir: 8 vezes! Significa que mesmo um imbecil iletrado que tenha entrado no ensino superior, por engano, na 3ª chamada, por ausência de outros candidatos válidos, beneficia de 3 anos de tolerância para terminar o seu tão importante curso superior ganhando assim direito a um belo papel com inscrições em latim - que pode utilizar para limpar o cu pois ninguém lhe vai dar emprego. Espero que nessa altura já tenha aprendido o suficiente para limpar o cu à parte de trás do papel evitando sujar o cu de tinta.
Telex ao Bruno Carapinha
Que caralho fazes ainda no Ensino Superior com 25 ANOS? Não devias estar já a trabalhar?

sexta-feira, novembro 14, 2003

Últimas!
A Cagada sabe que quem realmente roubou o jipe no Iraque foram os GNR portugueses.
Após constatarem que os jornalistas tinham voltado ao Kuwait para iniciarem a viagem na manhã seguinte, os GNR esconderam-se na estrada e, tal como nos velhos tempos de extorsão a automobilistas, montaram uma operação stop falsa.
Confundidos por iraquianos graças aos seus bigodes farfalhudos e barriga proeminente (gajas inclusivé) despertaram o terror em dois dos três jipes.
O único que parou foi o da TSF, um gajo muito kinky que segundo relatos de locais implorou para que o levassem, o vestissem de couro e lhe dessem valentes chibatadas. Ora como os GNR não são de dizer não a essas coisas anuiram ao pedido. Pelo caminho satisfizeram também o pedido de natal da jornalista da SIC, que queria aparecer muito na televisão. Só o cameraman não teve direito a desejo o que se deveu, segundo nos informaram, a não ter "esfregado" a "lâmpada" devidamente.
Momento: "Hey, eu já vi isto em qualquer lado!"
Desde quando é que os jornalistas deixam de dar notícias para passarem a ser notícia?
Criogenia
A cagada descobriu que é utilizada a criogenia em Portugal!
Intrigados pelo facto de todos os anos centenas de agentes da BT aparecerem do nada para patrulhar as estradas nos períodos das festividades de natal e nas férias do verão, os investigadores d'A Cagada infiltraram-se no perigoso submundo da GNR para tentar apurar a verdade por trás deste fenómeno.
A descoberta foi impressionante: Em caves subterrâneas de Lisboa, próximas do terreiro do Paço estão escondidas centenas de câmaras frigoríficas onde são congelados os corpos dos agentes. (Ou pensavam que não se podia construir o metro por causa de infiltração de água? Eles tiveram foi de dar tempo para se deslocarem as câmaras frigorificas!).
Estes agentes são apenas descongelados duas vezes por ano com vantagens evidentes:
1 - Só recebem 2 meses por ano
2 - Para completarem os anos efectivos de serviço vão demorar cerca de 200 anos
3 - Estão o resto do ano quietos, não se lembrando de fazer sindicatos, associações, reivindicações e outras perdas de tempo
4 - Para eles o Benfica foi campeão há 16 meses

Após a fase experimental, este método revolucionário vai ser alargado a outros sectores e poderá relançar a economia portuguesa, nomeadamente:
Exército - Congelados permanentemente até 2053, data prevista para a recolonização da Angola Saudita
Administração Pública - Dirigentes - Congelados de 4 em 4 anos, trocando no fim de cada período de acordo com o governo que ganhe as eleições
Reformados - Congelados no segundo em que entram para a reforma e descongelados no crematório municipal mais próximo ao fim de 2 anos
Aumentos na função pública - Congelados permanentemente... tal como os funcionários.

segunda-feira, novembro 03, 2003

O regresso
Com a silly season a dar-lhe forte, a direcção d'A Cagada decidiu dar umas férias aos seus redactores.
O Sebastião rumou para o Brasil, ainda que relatos não oficiais o tenham visto pedir indicações na IP5 a apontar para uma TIME.
O Bell aproveitou para fazer florescer o seu negócio de venda de recordações da ex-URSS a Angola e foi até Chernobil para tirar lascas do betão que cobre a antiga central.
Já o Mortadelo, avesso ao conceito de férias per si, entregou-se obstinadamente ao trabalho, para espanto de todos no lar de terceira idade, onde aumentou a sua produtividade a lavar nalguedo septuagenário em 235%!
Quanto a mim, imprimi um certificado a dizer que era ginecologista e... passei a usar o relógio no cotovelo!
No entanto, acontecimentos recentes acabaram por interromper as nossas merecidas férias e foi com altos berros (tudo em maiúsculas) que Deus enviou um SMS a cada um a exigir que voltassemos a postar para bem da humanidade. E bem precisos somos! Não há 10 dias que abalamos e já a televisão dedica dias inteiros à inauguração de um estádio e à eleição de um presidente de uma colectividade. Já se começam a publicar livros sobre blogs e já se começam a escrever blogs sobre livros sobre blogs... e eu sei que vocês sabem que eu sei que vocês sabem do que eu estou a falar!