terça-feira, agosto 23, 2005

Os incêndios

Os nossos incendiários estão a ficar cada vez mais eficientes. Depois do recorde de 2003 o ano de 2005 volta a demonstrar que quando bem pagos e devidamente motivados os trabalhadores portugueses são dos mais eficientes.
A quebra na produtividade em 2004 ficou a dever-se à cpontratação de incendiários de leste. Em declarações à Cagada, o Sr. Lino da empresa de helicópteros de combate a fogos dizia "Os gajos de leste são uns calões. Roubavam gasolina, não punham as acendalhas direito... eram gajos que nem para fazer um churrasco os contratava, estou mesmo arrependido!"
Já o comandante dos bombeiros era menos crítico: "Os rapazes até eram bem intencionados... mas não percebiam bem as nossas indicações. Um gajo dizia-lhe: olha, amanhã vais ali para a mata naquela direcção uns 3 km e metes lá o fogo, mas tem de ser ás 11h que é quando nós vamos estar do lado oposto e não é que eles faziam tudo mal?"
As críticas mais ferozes vieram do Sr. José: "Este ano sim, esta merda deste pomar ardeu como deve de ser. O ano passado os gajos de leste queimaram isto tudo mal e o seguro não pagou. Obriguei-os a colher estas maçãs todas à pala para vender para sumos... um gajo mata-se a plantar o pomar e depois é obrigado a vender a fruta... e querem que a agricultura tenha futuro?

Nenhum comentário: