segunda-feira, junho 30, 2003

Procura-se

Para colaboração neste blog e possiveis favores sexuais. Pagamento à tarefa. Candidaturas para acagada@hotmail.com

Arraial Gay

Arraial Gay
Parece que estou sempre a bater no ceginho, ou neste caso no paneleiro. Antes fosse e literalmente... Porque é que eu sou obrigado a acompanhar o meu almoço de Domingo com imagens de três gajos a beijarem-se? Para acabar com a discriminação? Não é preciso lamberem-se em frente às camaras da TV para eu saber que são rotos. É evidente... Principalmente os transgenders... Foda-se que nome... Faz-me lembrar o Buck Rogers no século XXI:
- Buck, estamos a ser atacados pelos Transgenders...
- O que é essa merda?
- São humanos que mudaram de sexo e foram habitar outro planeta. Mas não fazem parte da Confederação Intergaláctica.
- AHH, os Freaks...Foda-se isto é que é saber. Vocês mandaram os Freaks para outro planeta? Mas, por favor, digam-me que ficaram com as fufas, please... Eu gosto tanto de as ver a lamberem-se.
- CORTA!!!!... ó Buck, foda-se, isto é uma série que passa ao fim da tarde, caralho!!!
Adiante... eu sugiro à paneleirada que para a próxima façam o arraial na varanda de uma torre de 30 andares.
Ou então variem no festão. Que tal os jogos sem fronteiras gay, como o tradicional jogo do "apanha a moeda com as nádegas" e o "aguenta a ratazana no rabo"?

sexta-feira, junho 27, 2003

Caro Manel
"Olá Manel, há uns tempos que não ouvimos falar de sí. Estou muito preocupada com a sua saúde, até por causa daquela coisa da sífilis e assim... A dúvida que tenho prende-se com o broche. Gosto da palavra, da maneira como as bochechas me enchem quando pronuncio a palavra, para logo depois se esvaziarem enquanto a palavra toma forma de uma vez... o que eu não gosto é do acto. Meter o xancho na boca, andar a abanar o pescoço como uma metaleira no cio e depois receber a esguichadela mesmo nas goelas e a pancada no fundo do pescoço, que me obriga a engolir tudo sem sequer ter tempo de vomitar! O que posso fazer?"

Cara Carla, permita-me que a trate por puta, eu também gosto muito desta palavra, também se nos enche a boca para a pronunciar. Em relação ao seu problema, estou a admitir que já leu o post sobre as pílulas modificadoras do sabor do esperma e que isso não ajudou. Sucintamente, digo-lhe que há coisas que não podemos compreender. As gajas que não gostam de fazer um belo broche são para mim tão misteriosas como aquelas que não gostam de levar com o xancho na porta de trás.

No entanto, o que lhe posso dizer é que não há nada como dividir um grande problema noutros mais pequenos:
1 - meter o xancho na boca: eu não sei se é bom para sí, mas é bom para o xancho, ele saberá recompensá-la;
2 - abanar o pescoço como uma metaleira: há mitos que são difíceis de matar... quando se diz broche a acção-chave não é abanar, mas chupar, por isso se chupar mais e abanar menos pode ser que poupe o pescoço e vença alguma resistência;
3 - engolir a esguichedela sem ter tempo de vomitar: fale com o seu parceiro, ele fará o sacrifício de se vir para a sua cara. É muito importante aguentar o sorriso enquanto a nhanha lhe escorre pela cara.
Descoberta - passou noite fora de casa e teve medo do pai
JOVEM INVENTA VIOLAÇÃO
Afinal tudo não passou de uma invenção a história da jovem de 21 anos do Laranjeiro que, no dia 16, se apresentou às autoridades como tendo sido sequestrada e violada, dez vezes, por três indivíduos, um dos quais com sotaque estrangeiro. Mas a invenção poderá custar agora à jovem um processo-crime por parte da Procuradoria da República por ter simulado um crime, com todas as consequências que daí advêm, quer para as forças policiais quer para a população.
In Correio Manhã
É esta merda, um gajo já nem pode gozar com as noticias à vontade que afinal acabam por ser falsas.
Como referi eu no post anterior, como é que ela sabia que foram 10 vezes? Aquilo já me cheirava a esturro.
A Cagada transforma-se assim no primeiro Blog do mundo a servir de base às autoridades no auxilio à investigação criminal.

Hamsters

Hamsters
Porque não criar hamster para comer depois, à semelhança dos coelhos?

Biblia

Biblia
Para os amantes do velho e do novo testamento existe agora a versão em Lego. Para quando a historia da Casa Pia em Playmobis?

quinta-feira, junho 26, 2003

Links

Links
O Pedro Mexia quer favores sexuais em troca de um link no blog dele. Ó Pedro olha que o Calimero já anda a ficar um bocado farto da Abelha Maia.
O amôr há lingua (ou pókaralho com os blog-puristas)
Parece terse criado na blogosfera uma onda de ódio em relação à má construção gramatical e aos erros de Pertuguêz.
Até aqui nada de novo, é salutar e pedagógico. O que axo mal é o facto de se utilizarem correcções ortográficas ou gramaticais para dirigir ataques velados. O que acho vergonhoso é assistir ao mascarar da falta de ideias com um conjunto inesperado de expressões, com uma construção gramatical escorreita e com o uso quase visual de palavras retiradas ao fundo do baú da nossa literatura.
Qual cozinheiro que exagera nos temperos para disfarçar a má qualidade dos cozinhados, estes blog-puristas assumem-se como os salvadores da língua para não dizerem nada de novo.
Para mim não passam de bochechadores do alfabeto, mas não vão conçeguir levar a deles há vante. A mensagem paça, as frases saem directas, sem medida ou preparação. A construção sai sinuosa, tal como o é o nosso pensamento e as caralhadas voam livres, sem se afundarem em sinónimos ou orgasmos etimológicos.
Politicamente Incorrecto
Será politicamente incorrecto ler "A Cagada"? Ou referi-la?
É fácil fazer humor se tivermos um ar de anormal, usarmos umas t-shirts por lavar e deixarmos crescer uns pêlos na cara. É uma pena o nosso blog não ter webcam. Já estava em road-show há muito...
É fácil ter visitas se contarmos a história daquela vez que comemos os três a leiteira que trouxe uma garrafa de leite vazia e levou duas cheias.
Contudo ainda foram muitas as pessoas que conseguiram distinguir humor de insultos, racismo ou homofobia. 11000 visitas em três meses falam por si e fazem-nos continuar.

Google once again
Fico sempre surpreendido pelas expressões de pesquisa utilizadas no google que vem desaguar no nosso humilde blog. Vejamos:
"Cona Rapada"
"Cona de Borla"
"Putas Quarteira"
" Sexo Anal entre Homens Brancos Gays"
Esta última pesquisa é um exemplo de como não se deve pesquisar no Google. Demasiado extensa e repetitiva. Provavelmente teria melhor resultado se escrevesse apenas "Male Gay Sex" e provavelmente o cibernauta paneleiro nem sequer vinha bater aqui com os costados.
Para finalizar vou citar as que mais me espantaram:
"Filme Império do Sol" (se ainda fosse o império dos sentidos eu compreendia)
e
"Causas da Guerra no Iraque" (este cibernauta de certeza que ficou esclarecido)

quarta-feira, junho 25, 2003

Mongoloides
Aproveitei o feriado de S. João e fiz-me à estrada. Fui até à Galiza...
Esteve bom tempo fui para a praia. Ok, por esta altura perguntam:
- E o que é que isso me interessa?
Não interessa para nada mas o conceito de blog é mesmo isto.Há muito paneleiro que coloca posts como esta merda que eu coloquei. Agora vamos ao que interessa.
Neste fim de semana em Espanha vi uma excursão de mongoloides. Soube que eram mongoloides porque me disseram. É dificil distingui-los dos espanhois. Lá andavam eles todos contentes a fazer trilhos de baba por onde passavam. Faziam-me lembrar os caracois com que eu costumava brincar em pequeno. Dava-lhes erva para eles comerem. Queria experimentar com os mongoloides mas os monitores opuseram-se. Vi-os a primeira vez estava eu a entrar num restaurante e eles todos a sair. Cheguei a pensar que as caras distorcidas eram a proposito da merda do café que os espanhois servem. Mas não, eram mesmo assim.
Eu há uns anos atrás desenvolvi uma teoria sobre os mongoloides que me custou a expulsão da escola. Tal como Copérnico, fui incompreendido e quase lançado à fogueira. A minha teoria era que extra-terrestres engravidavam terráqueas e o fruto dessa união eram os mongoloides. Estes desenvolveram uma linguagem própria e espalharam-se por todo o globo. Como é que explicam o facto dos mongoloides serem todos iguais sejam chineses ou ingleses ou etiopes? Porque têm a mesma origem.
Um fenómeno que até hoje não consegui explicar é o porque é que não existem ciganos mongoloides. Mas de certa forma este facto suporta a minha teoria. Uma cigana não deixa ninguém que não cheire a esterco aproximar-se de forma a manter a raça pura. Ora os extra-terrestres não sabem isso, bem como não possuem olfacto. Durante anos estudei a linguagem do mongoloide conseguindo já decifrar algumas frases. Por exemplo:
ALhaáááááálháaalhalhalha. Significa: Foda-se, que a puta da fralda está a fazer-me uma comichão do caralho.
Caros amigos, sempre que virem um mongoloide. Cautela! Tudo o que ele observar irá reportar para o seu planeta. Há que confundi-los. Eu costumo fazer a imitação de um macaco para eles pensarem que somos um planeta sem inteligência de relevo. Porém a ultima vez que me pus a imitar um macaco em frente a um mongoloide uma velha desfez-me a cabeça com uma bengala. Mas a luta continua...
Viajar
Porque viajar não é um previlégio dos ricos e poderosos, A Cagada apresenta a primeira revista dedicada ao segmento pé-de-chinelo:
JCN
Graças ao Valete Frates tomei conhecimento da acusação da Opus Gay contra o João César das Neves (um dos nosso Gurus). Num fantástico email para angariar testemunhas e pedir dinheiro a Opus acusa JCN de fomentar a homofobia apontando como prova alguns dos seus artigos. Corri a ler os artigos mas não posso dar razão à Opus: A minha opinião sobre paneleiros não sofreu qualquer tipo de alteração.
Ouvido III
Dissidentes da Opus Dei que tem como lema "buscar Deus no trabalho e na vida" vão fundar a Opus Dei Gay. O novo lema será inspirado na vida pessoal de um dos fundadores: "Procurei Deus e encontrei o Mauricio".
Ouvido II
Qual o contributo mais importante da sociologia portuguesa moderna?
A criação de um novo fenomeno social: os empregados dos centros comerciais diplomados.
Ouvido
Qual é a diferença entre gestão de direita e gestão de esquerda?
A gestão de direita é como uma lâmpada. Tudo funciona normalmente até que um dia se extingue sem qualquer explicação ou aviso.
A gestão de esquerda é como uma vela. Derrete tudo até ao final.

sexta-feira, junho 20, 2003

Não há nada como a Solidariedade
O Calimero dedicou-se à Publicidade
Mandamos o Calimero para a escola para aprender alguma coisa. Queria ser publicitário lá o deixamos ir... Após uma semana apareceu-nos com o seu primeiro trabalho.
Estamos orgulhosos...
Diáriamente, irá expor os seus trabalhos aqui no Blog para dar um ar mais colorido a isto. "Uma imagem vale mais do que mil palavras" diz ele. A ver vamos...
superbock
A descoberta da semana
"Bonga Kwenda is considered a superstar throughout Europa and Africa, though he is still somewhat unknown in the United States." in Musique Tropique
Teletubbie Gay

Já ninguém duvida que o Tinky é paneleiro... Os teletubbies simbolizam a sociedade americana e lógicamente não poderiam faltar o roto. Isso é bom para as criancinhas irem habituado-se à ideia que nem tudo o que tem pila é homem. Há o chamado "nem é carne nem é peixe"
No seguimento disto foi lançado agora o tinky com boca e bilha de verdade. Muito melhor do que aquelas bonecas que cagam e mijam-se todas. Isto é que é um brinquedo. Se o vosso filho pedir um "tinky com bilha" já sabem que ele está a sair do armário e a correr para o lado errado. Mas deixem lá, não podemos condicionar a sexualidade da criança e por isso é melhor vê-lo fechado dias a fio no quarto a enrabar o tinky do que no parque Eduardo VII. Venham mais brinquedos assim.
Ultima hora - Combate ao fogo
Num movimento de solidariedade com a capital, Pinto da Costa anunciou que punha à disposição o dinheiro da venda do Capucho para combater eventuais fogos em Lisboa devido às altas temperaturas. Afirmou ainda que é má educação não aceitar presentes pelo que está à espera que os fogos comecem com a maior brevidade.
O sininho
Hoje vi um cão enorme com um sininho tipo gato. Tlim, tlim. Um ruído maricas. Simplesmente ridiculo. Depois vi a boazona que segurava a trela e mudei de opinião. As necessidades ditam os comportamentos. Eu trocava de lugar com o cão. Com sininho e tudo desde que ela me levasse a passear todos os dias.
Fados e Touradas
Sendo um gajo do norte do país, poucas são as vezes que me lembro que as touradas existem. Porém, de vez em quando, lá vejo um poster com o bastinhas a cavalo, a RTP transmite a sua tradicional corrida ou, rara vezes, ouço um cornudo a cantar o fado e a falar de touros.
E pergunto-me: em que país é que eu vivo? Que mal o pobre touro fez para um paneleiro a cavalo andar às voltas a cravar-lhe ferros nas costas? Tantos ciganos por aí e escolhem logo um touro inocente para fazer esses atropelos.
E porque é que os fadistas geralmente também gostam de touradas? O ponto de contacto devem ser os cornos.
Hoje estou a falar disto porque ouvi na rádio que um forcado foi parar ontem ao hospital em estado grave. Vieram-me as lágrimas aos olhos...de pena de não ter sido transmitido na televisão. A ultima que vi foi touro a alargar o rabo ao Pedrito de Portugal. Imagino o Pedrito triste com os ganha-pães comprometidos. Sim porque o apelido Pedrito de Portugal não me parece ter sido colocado por ele ser bom na arena... Homem que é homem não se chama Pedrito...
Graças a Deus cá por cima as touradas são outras. Acho que é por falta de touros, de cornos, e de fadistas... Em relação às touras, essas ainda vamos tendo...
Somos os primeiros!
Somos o país da europa cuja capital registou as temperaturas mais elevadas!
Finalmente uma medida porreira do governo! Só não compreendo a incoerência... porque é que a praia ainda é à borla? Que é feito do princípio do utilizador/pagador? Será que a firmeza de princípios do governo se esboroa em questões de lazer? Eu proponho que se pague a praia! Que se coloquem umns praímetros na areia! Se o pessoal quiser deitar-se... é só colocar a moedinha. E até digo mais... a tarifa devia ser diferenciada... sim, foda-se, porque não me cabe na cabeça que uma tesuda de topless pague o mesmo que uma avantesma!

quarta-feira, junho 18, 2003

Ou então sim
Hoje nasceu um novo blog. O ouentaonao. Refere-nos como inspiração e nós agradecemos. Já quanto ao facto de estarmos no mesmo balde que o Nuno Markl é que já não me acho piada nenhuma. É que o Markl é um daqueles gajos que foi mais longe do que os outros, mas não teve tomates para dar aquele passo final que o levaria à imortalidade: copiar ainda mais o Howard Stern. Esse tipo de gajos, que a ciência apelida de "gajo vai-não-vai" são desprezíveis mas nem por isso muito raros. Todos conhecemos pelo menos um - É aquele gajo que se excita todo quando sabe que a saída é para o putedo, mas depois diz que não pode subir porque lhe doem os joelhos, é o gajo que diz que é muito macho e depois experimenta a roupa interior da irmã para ver como fica...
Digo isto sem a conotação negativa que o plágio tem tido ultimamente. Pelo contrário, eu gostava que o Markl tivesse imitado o Stern. O plágio é a única solção neste nosso país atrasado. Toda a gente o faz, mas enquanto que uns andam a copiar telemóveis e chips de computadores e outras peças sofisticadas de electrónica, nós vamos copiando concursos de televisão e artigos de revistas... é uma tristeza. Só copiando em larga escala podemos tirar o país da cauda da europa. Não é que seja assim tão mau, o problema de estar na cauda da europa, como diz um amigo meu de Vieira de Leiria, é o cheiro a merda.
Galáxias

O Portal Claudio Tellez apresenta esta imagem supostamente de uma galáxia fotografada pelo hubble.
Ó Claudio, não sejas tótó, tásse mesmo a ver o que isto é, e depois de um belo treino...
Já diziam os Ena Pá: a cona é a nossa mãe, é donde a vida vem. Não é das estrelas, não senhor...
Rapto
Vi há momentos na televisão que um preto raptou as duas filhas e levou-as para o telhado. Estiveram lá 10 horas.
Saudades das árvores...
Ontem levei com uma assim
baiao
João Baião irá regressar ao ecrãns da televisão para apresentar um concurso do género dos jogos sem fronteiras. Já lhe chamam o Eládio Clímaco do séc XXI. Pessoalmente, acho que a alcunha assenta que nem uma luva. Já o imagino vestido de astronauta, como nos habituou no Big Show SIC, e aos pinotes larilas que me dão vontade de escanar a televisão. Mas outras alcunhas também lhe assentavam bem:
- O Carlos Cruz saltitão e roto
- O Filho da vaca da cornélia roto
- O Batatoon roto
A vantagem é que, no concurso, vai ser coadjuvado pela mística Mariza Cruz. Mística porque faz arder o pau de incenso que há em cada um de nós.

terça-feira, junho 17, 2003

10000 Visitas
Finalmente atingimos as 10.000 visitas. Entre pesquisas no google sobre "freiras nuas masturbacao" ou "sexo marisa cruz" e os links directos de outros blogs para o nosso atingimos a meta. É a hora de fazer um balanço e efectuar uma introspecção sobre aquilo que efectivamente queremos para este blog. Qual a nossa missão e objectivos. Qual o serviço que poderemos prestar à sociedade. Para tal vamos marcar um jantar entre os membros do blog no "xupa néném" quando o colega bell regressar para fazermos contas à vida e talvez especializarmo-nos por áreas de interesse. Esperemos que corra bem. Do último jantar as contas que sairam foram as seguintes:
De acordo com estudos oficiais:
- Uma foda dura,em média, 15 minutos;
- O sardão entre e sai da rata, em média, 50 vezes por minuto
- O sardão tem em média 16cm
- Cada gaja leva nele, em média, 3 vezes por semana

Contas d'A Cagada:
- 16cm*15*50*3*52
Uma gaja leva, em média, com quase 19 kilometros de pichota por ano e ainda se queixam por um ou dois centimetros

O chip e a rotunda
Quando eu era pequenino instalaram-me um chip no cérebro. Mas sem confusões, o meu chip não é uma daquelas coisas miniaturizadas como se vê hoje nos filmes, é um belo tarôlo, quase do tamanho de uma bolacha LÚ. Como ainda eram muito rudimentares na altura, o chip não permite detectar a minha localização, não me dá descargas eléctricas quando eu tenho pensamentos lascivos ou tampouco me regula o apetite. No fundo é um bocado de silício que me foi metido à força em puto e sem qualquer função aparente. Eu até perguntei aos meus pais:"Ó pais, o que é que o tarôlo que levo aqui na cabeça faz?" E foi aí que me explicaram: não faz nada, aliás, até atrapalha porque sem querer está a bloquear a artéria que-te-incha-quando-puxas-para-cagar (é o nome técnico). Assim sendo a irrigação do meu cérebro é feita a 20% e de vez em quando pára durante umas semanitas. Mas então porquê? O verdadeiro propósito, segundo eles, foi fazer-me uma marca dos tempos, uma intervenção cultural e paisagística na minha tola. Estava estúpido, não percebia... foram meter-me uma merda que não faz nada, só atrapalha e ainda por cima custou uma pipa de massa que podia ser utilizada em outras coisas muito mais urgentes? Pedí para me explicarem com um desenho... e desenharam-me uma rotunda!
Jovem violada 10 vezes
A jovem, balconista de um estabelecimento comercial e de compleição franzina, foi surpreendida por dois dos indivíduos, que imediatamente lhe taparam a boca para que não gritasse, vendaram-na e arrastaram-na até um furgão, conduzido por um terceiro comparsa.
Uma vez dentro do veículo foi manietada e atirada para o chão do carro. Os meliantes, um dos quais com sotaque estrangeiro, andaram a circular toda a noite, só parando para a violar. O que aconteceu por dez vezes.(...)Um popular alertou a GNR de Fernão Ferro, que patrulha aquela zona e os militares da Guarda vieram a encontrar a jovem a vaguear, completamente desorientada e muito confusa sobre o que lhe passara.

In Correio da Manhã
Isto sim é uma injustiça, uma crueldade. Tanta mulher por esse país fora com falta de peso e esta jovem, gratuitamente, leva nele 10 vezes numa noite. Mas ainda assim custa-me a acreditar. 10 vezes... mmm, isto dá 3,33333 por meliante. Como é que ela sabe quantas foram? Contou-as? Era um meliante por cada vez, ou cada vez eram os três? se calhar contou as vezes que a carinha parava? Estou a imaginar o gajo a parar e a tipa:
- Aííiii que lá vêm eles outra vez?
- Calma filha, isto é só um semáforo. Um gajo precisa de descansar, sabias?
Não me admira a desorientação da gaja de manhã?
Agora a sério, isto é um exemplo de assimetria. É a chamada assimetria sexual. Nenhuma gaja deveria poder levar nele 10 vezes numa noite. Mereciam todos uma multa. Ela e os gajos. Os gajos deveriam ser condenados a ter de comer gajas necessitadas. Mas antes deveria ser criada a bolsa de sexo. Todas as mulheres com falta inscreviam-se e os violadores eram condenados a comê-las. Grande ideia, não? De certeza que lhes aparecia pela frente castigos bem piores que 25 anos de cadeia.

segunda-feira, junho 16, 2003

O novo onze do PS
O País Relativo atingiu a bonita soma de 11 colaboradores ultrapassando o nr. de redactores (permanentes e ocasionais) da "Acção Socialista". Qual é agora o orgão oficial do partido?
Anti-stress
"Na estação de metrô, socos contra o estresse", in estadão
Aqui está uma bela ideia! O pessoal sai do metro para um dia de trabalho e vai de aviar no saco. A coisa até podia funcionar, mas temos de admitir que um saco... é um saco! Anda para alí de um lado para o outro, voltando sempre à mesma posição - ou seja, se o objectivo era bater para descarregar, a mensagem que passa é: "por muito que batas, só te cansas e no fundo tudo fica na mesma", o que não deve fazer muito bem à motivação de nenhum gajo! Até já imagino o caralho do saco a perseguir-nos nos nossos sonhos, com aquele riso cavernoso MUHAHAHAAAAAAAAA, sempre direito por muito que lhe malhemos! Chiça! Até parece o meu pesadelo recorrente com a super-himen, em que eu a bombo a noite inteira e ela nada, nem uma fissurazinha, para depois me dizer: "Ai, que não me rasgas!".
Não estou a dizer mal da ideia! Os coitados dos brasileiros até são bem intencionados, mas acho que a podiam ter levado um bocadinho mais longe, podiam-lhe ter dado aquele toquezinho especial que, esse sim, devolvia um sorriso nos lábios dos brasileiros: Em vez de sacos, podiam-se prender os gajos das favelas a um poste e com a ajuda de um bastão tentar transformá-los em ameixas!
Depois de sugerir isto ao presidente da Prefeitura de S.P. o gajo disse-me para ir nanar... é que isso é um benefício exclusivo da polícia militar e se lhes tirásemos esse divertimento os gajos deixavam de ter razões para continuar a trabalhar... Bem, deixar talvez não deixassem, porque sempre poderiam praticar o seu desporto favorito: o tiro aleatório ao puto de rua.
Sondagem "Homossexual ou pedófilo, qual escolheria?"
Depois de uma brutal adesão à sondagem efectuada nesta semana (11 votos) o que, estatisticamente, faz com que a amostra represente a totalidade da população portuguesa que sabe enumerar os membros do Quarteto 1111, vimos divulgar e comentar os resultados.
A esmagadora maioria dos votos (6) escolheu a opção "é igual, um homossexual é um pedófilo em potência.". Na qual votamos também nós, os correspondentes d'A Cagada.
E porquê? Porque gostar de entalar o chouriço num buraco que faz fronteira com um par de colhões já é uma boa preversão. Gostar de sentir os entrefolhos do cu massajados pelo tarolo de outro gajo é uma preversão muito pior. Preversão por preversão porque não escolher um rabo por estrear ou com pouco uso, ainda apertadinho. É que um paneleiro ao fim de 2 ou 3 anos já tem o cu como umas meias de futebol no fim de epoca. Perde o elástivo. É que o cu não é como a fenda das gajas que até putos de 5 kilos por lá passam. Nada melhor para um paneleiro do que um cu em estreia mundial. Ainda por cima com pouco pêlo a estorvar...Ser paneleiro e não virar pedófilo é como fumar ganza e não experimentar erva ou passar para as drogas duras. A vontade está lá...
O emigrante português II
Vi há momentos no telejornal do RTP1 que existe alternativa. Um ex-emigrante português em França, está sem abrigo e passa os dias em frente a uma montra de uma estação de serviço a ver televisao. Os gajos da estação de serviço são simpáticos e emprestam-lhe o comando de vez em quando.
O emigrante português
Existem várias sub-espécies de emigrantes portugueses. O mais recente, da qual faz parte o meu camarada, foda-se camarada não, colega Bell, é o emigrante educado. É o emigrante que aproveita o facto de saber português, inglês e linguagem gestual, e ter uma licenciatura em gestão ou engenharia para ir dirigir a filial da multi-nacional numa terra longinqua e ganhar um ordenado de jogador de futebol da II divisão de honra. Esta sub-espécie, pelo seu nivel cultural, está em constante contacto com a terra-mãe, mantendo-se a par de tudo o que se passa por cá e aproveitando a diferença de no nível salarial para comer umas gajas que, se não tivesse abandonado o país, nem sequer poderia sonhar com elas.
Mas a sub-espécie que eu quero ilustrar neste post é a do emigrante em França, vaga 1965-1975. Tive a oportunidade de acompanhar a evolução desta espécie desde o seu inicio.
Primeira fase: maioritariamente analfabetos, os emigrantes abandonaram o país dentro da mala do carro, demonstrando grande sentido patriótico, deixando os seus compatriotas a lutar sozinhos contra a ditadura e pela ditadura contra os pretos. Foi a chamada acção de coragem: "os outros que se fodam, quero é salvar o coiro". Chegados a França, foram trabalhar nas obras, nas fábricas de peixe ou a limpar retretes. Tudo trabalhos que os franceses preferiram deixar para os portugas. As diferenças para os Ucranianos é que os Portugas eram uns idiotas chapados, sem formaçao de base e a viver em bairros de lata.
Segunda fase: depois de vários milhares de retretes limpas, lá conseguiram amealhar algum para sair da barraca e ir para o apartamento de 3 assoalhadas uma vez que, entretando, reproduziram-se como ratazanas. Começam as primeiras visitas ao país a bordo dos seus renaults 25 e peugeots 405. Portugal encontra-se atrasado no seu desenvolvimento em relação a França, e espelha-se tanto no parque automóvel como no comércio e nos serviços. Mas não tanto como os emigrantes o vêem. "Em França isto não é assim, em França temos isto e aquilo, em França não há lixo no chão". Não há nos sítios onde não há emigrantes. Os limpadores de retretes julgam-se superiores, tem uma visão de que alimentam os que cá ficaram. As festas do emigrante são o ex-libris de uma sub-cultura mediocre e pretenciosa.
Terceira Fase: O poder de compra dos portugueses começa a melhorar. as motorizadas desaparecem dos parques das fábricas e anda tudo de carro. O crédito particular ultrapassa o das empresas. Explodem os shoppings e hipermercados por todo o lado. Os emigrantes continuam a vir nos seus renaults 25 e Peugeots 405 a cair aos pedaços, os filhos já não vêm porque entretanto casaram com franceses ou pior, com argelinos e deram ao emigrante o prazer de ter netos mestiços. Muitos morrem pelo caminho. Muitos cagalhões depois, alguns conseguiram amealhar para construir uma casa na aldeia natal e voltam. Desenquadrados com o meio local e sem nada para fazer, metem-se nos copos e fodem as mulheres de pancada.
Quarta fase: Os que nao morreram de cirrose ou acidente de carro, morrem de velhos, longe dos filhos, na pátria construida com muito do seu dinheiro como uma puta mantida num apartamento à distancia e visitada uma vez por ano.
Pompoar
Interroga-se neste momento o prezado leitor ou leitora sobre o significado do titulo deste post. Pompoar, li eu num artigo da net.feminina.sapo.pt, surgiu na Índia. Encontra-se esta prática no Tantra Yoga, uma vertente da Yoga, que considera o sexo, uma forma Divina de se chegar a plenitude, despertando a energia, Kundalini, que está adormecida, na base da coluna, no sacro. Trocando em miudos, tem a ver com a capacidade da mulher em utilizar os musculos da crica para prolongar o prazer do macho. Diz o mesmo artigo que as gueixas japonesas treinavam os mesmos musculos utilizando contas de colar, tirando e metendo. O filme Império dos Sentidos divulgou esta capacidade quando a atriz conseguiu sugar e expulsar um ovo cozido pela racha. Para mim feito era ele entrar com casca e sair descascado. Isso sim, eu aplaudia.
Agora percebo porque é que tantas gajas vão à yoga no meu ginásio, é para não perderem a aula em que seja ensinado o truque todo. As gajas e os rotos. Tou mesmo a ver este pessoal a chegar a casa e a enfiar tudo para dentro do buraco. Nem o bichano escapa. Estou a prever uma enchente das urgências dos hospitais. Ser roto já é triste para um pai, mas ver o filho a ir parar ao hospital com as medalhas da guerra colonial enfiadas pelo olho acima é muito mais triste.
Eu cá tenho curiosidade em experimentar uma dessas gajas treinadas. A única coisa que um gajo precisa de fazer é deitar-se para trás e relaxar. Antes do espectáculo começar até pode aproveitar e abrir a cervejola na fenda treinada e afiar um lápis para ir tirando notas para relatar tudo aqui no blog.
E ainda dizem que os monhés só servem para vender flores e carregadores de isqueiro, isto sim é um cultura que merece ser difundida.
Literatura
Inspirado pelo Possidónio Cachapa e pelas quadras populares do amigo Calimero (ver abaixo) lanço aqui uma nova secção poética d´A Cagada chamada Agarra-te ao meu pito em chamas. Colaborações na caixa de comentários ou para acagada@hotmail.com. Aqui vai o mote pela nossa colaboradora Mimi LaVache qui Rit:

Cuidado.

Quando grito o teu nome
na noite através da escuridão
Nem sempre é prazer
Pode ser pura informação

Há vezes às vezes que te esqueces
que a minha cona é assim para o largueirão
E não raras vezes não entra só a pissa
mas também o teu frágil colhão
Algo está a mudar
Mesmo que o Porto continue a ganhar todas as taças e campeonatos, mesmo que Pinto da Costa continue anafado e arrogante, mesmo que os portugueses continuem a enganar as finanças, mesmo que o Algarve continue a ser o depósito de turistas de meia tigela e de chulos sem nível, mesmo que o diz-que-disse e a inveja continuem e reinar nos espíritos, algo de muito profundo está a mudar.
Margarida Rebelo Pinto in Portugal Diário a propósito do Caso Casa Pia e da crise institucional instalada.

Desculpa Margarida pelo FCP conseguir ser o exemplo da disciplina, do espirito de equipa, do amor à camisola, da motivação, da dedicação e do orgulho nacional no panorama europeu de clubes com orçamentos dez vezes superiores. Tudo isto com grande mérito para o Sr. Pinto da Costa a quem não me custa perdoar a arrogância.
Desculpa Margarida por não termos todos dinheiro para comprar uma casa na Quinta do Lago e isolarmo-nos dos turistas de meia tigela e dos chulos sem nível no meio dos chulos com nível e da imunda fogueira de vaidades financiada pela fuga ao fisco, que tanto te incomoda, pelas falências consecutivas, que deixam familias no desemprego com os salários em atraso, e pelo trabalho infantil que rouba a infancia a milhares de crianças neste país tal de uma forma tão brutal e tão impune.
Desculpa Margarida por sermos na nossa grande maioria uns imbecis, cuja imbecilidade se espelha nos top's das livrarias e da televisão. Por mim Margarida, se tivesses de viver exclusivamente dos direitos de autor passarias férias na Quarteira, num T0 com kitchnete e levarias sandes de coiratos para a praia.
Mas algo está a mudar...
Só para recordar...
Bem vindos ao nosso blog. A nossa missão é falar de gajas sem sermos machistas, de pretos sem sermos racistas, de paneleiros sem discriminar e das p... que os pariram sem os insultar. Sendo assim espera-nos um caminho que não sendo fácil não será dificil porque afinal este blog é uma grande CAGADA. Insultos e/ou ofertas de sexo para acagada@hotmail.com.
Os Santos Populares
É tão bonito ver os habitantes da capital do império vestidos à lavradores, mão na anca, socas de madeira e avental de varinas, enquanto se bamboleiam pelas ruas da cidade a denunciar o passado tacanho, provincial e profundamente labrego que lhes corre nos genes. Se não se usassem eufemismos, se se chamassem os bois pelos nomes, o desfilezeco do dia 12 não se chamaria "marchas de santo antónio", mas antes "gay parade rural" e podem ter a certeza que a adesão subia umas 10 vezes com tudo o que é estrangeiro a dizer coisas do género: "Vira para cá o terreiro do paço para ver se te escoro o túnel".
Para dar um toque extra, vendem-se os manjericos... outro nome mal escolhido... manjerico? e que tal "afaga-a-carapinha"? Não sei quem é que quer ter uma planta com um corte afro lá em casa, mas só o susto que deve ser durante a noite, ao ver uma carapinha em contra luz no meio da sala... é coisa de arrepiar!
Os próprios jornais incentivam a onda de paneleirice, com concursos de quadras que depois publicam, para orgulho dos rotos que as escreveram. Por forma a repor a justiça mais elementar vimos agora abrir o nosso espaço dos comentários para as quadras dos nossos leitores... mas não sejam rotos e lembrem-se: "feminista" rima com "tens é falta de peso".
A mensagem
Há um novo blog chamado Guerra e Pas (sic) que recomenda a leitura da Mensagem de Fernando Pessoa e escreve com o que o nosso guru Alberto João chama "a arrogância centralista de Lisboa". Agradeço a recomendação e da minha parte dou-lhe esta. Basta ler o titulo e já aprende muito.
Mais uma Taça
Ontem o FCP ganhou mais uma taça. No entanto, o bom povo do norte, na sua humildade, decidiu uma vez mais recordar e render-se à verdadeira grande vitória da época: A conquista do campeonato de Futebol de Sala. Era ouvi-los contentes a cantar: SLB, SLB, Filhos da Puta, SLB, Filhos da Puta, SLB... (P.S: O "filhos da puta" é figurativo. Na gramática do Porto cada frase inclui obrigatoriamente uma caralhada).
Santana vs Socrates
Ontem o debate entre os marretas foi especialmente informativo. Começamos por saber que o critério decisivo para atribuição do Euro a Portugal foram a construção de 10 estádios novos e que caso tivessem sido apenas 8 tinhamos perdido. O que desmente a corrente que apontava o papel das belezas naturais portuguesas na atribuição do campeonato europeu (nomeadamente o refrescante Parque Eduardo VII). Seguidamente o Dr. Santana Lopes perdoa a RTP em geral e a Judite em particular pela triste figura do 11 de Junho com a teoria de que até os terroristas aparecem na televisão de cara tapada. Aqui em parte dou-lhe razão. Se a Fátima Felgueiras aparecesse na TV com um saco na cabeça (até podia ser azul) a gravidade da ofensa não era tão grande.

sexta-feira, junho 13, 2003

Disclaimer
Ás vezes pergunto-me o que é que são os gritos e as gargalhadas doentias que vêm aqui do quarto ao lado... poucos segundos depois a conclusão revela-se: foi o Sebastião a antecipar com prazer o envio de mais um post... mais um post não, mais uma ode à intolerância, à discriminação e ao humor negro.
Ás vezes pergunto-me se as velhacarias que para aqui despejamos apenas despertam sorrisos de troça, de quem sabe que nada do que aqui se posta é para levar à letra ou se pelo contrário, desperta nas mentes mais retorcidas de quem nos lê a vontade de andar por aí feito vigilante da noite, em cuecas e camisola de licra, a limpar o sebo a tudo o que é escumalha deste país.
Queremos desde já dizer que os dois rapazes que há dois dias sodomizaram uma senhora de 90 anos não são nossos conhecidos e que não agiram influenciados pela nossa prosa. A Fátima Felgueiras também não se inspirou em nós e o Isaltino Morais não teve o nosso conselho sobre a história a inventar para ter fugido ao fisco. Já quanto ao pipi....
Falsos Dentistas
Os falsos dentistas não podem tratar dentes verdadeiros, podem tratar dentes falsos?
Se os verdadeiros dentistas podem tratar dentes verdadeiros, também podem tratar dentes falsos?
Ciganada
Hoje vi uma cigana grávida com um puto ao colo a pedir num semáforo.
Dêem-me dez razões para lhe dar dinheiro...
Eu ajudo:
1 - Para fazer um aborto.
Ucranianos e Moldavos.
Pois é, chegou a altura de falarmos sobre os ucranianos e os moldavos...
Pelas estatisticas já são mais que os pretos. Mas não são na verdade. Isto porque há para aí muito preto que tem nacionalidade portuguesa. Europeu de gema... Como se fosse preciso ter os dedos compridos para subir aos coqueiros e melanina como ó caralho para se protegerem do Sol aqui no norte da Peninsula Ibérica.
Voltando ao gajos do leste... Uma coisa que me intriga é como é que há ucranianos por tudo quanto é sítio neste país. Como é que um destes gajos se lembrou, sentado no seu sofá da sala em Grosvobsky, sede de freguesia do concelho de Mafroskov, que seria uma boa ideia ir trabalhar para Matosinhos? Será que consultou a página do "Jornal de Matosinhos" e descobriu uma oportunidade de emprego?
Outra questão é: Porquê as sacas plásticas? Qual o significado de andar a passear ao fim de semana com uma saca do Continente e uma garrafa de litro de cerveja debaixo do braço? Será uma tradição da terra-mãe? E outra coisa: E AS GAJAS? porque é que não trouxeram as gajas? É que estas são comestiveis, não cheiram a catinga e não fogem para cima dos candeeiros da sala.
E como é que os gajos aprendem a lingua tão rápido? Se eu alguma vez conseguiria pronunciar "Chega-me mais um tijolo" nessas linguas eslavas...
Reparei há dias que os CTT e o Lidl já fazem publicidade bilingue para estes gajos. Pelo menos existe um ou dois ucranianos que não trabalham nas obras e têm um emprego limpinho a traduzir anúncios.
Vou esperar que eles criem condições para trazer a famelga e depois contrato uma ucraniana para minha empregada: 18 anos e campeã regional de patinagem no gelo para me aspirar a casa em patins e saia de majorete. É uma fantasia, que é querem?
O Forum Social Português
A tribo reuniu. Um outro mundo? É possivel.

quinta-feira, junho 12, 2003

Eu acredito!
"A prisão é o oposto de liberdade", Fátima Felgueiras, lavada em lágrimas numa conferência no Rio de Janeiro.
Fiquei comovidíssimo ao assistir à conferência de imprensa de ontem. Esta mulher faz-me lembrar outro grande herói português, terrivelmente injustiçado, que também foi para o brasil e que também chorou muito na conferência de imprensa... um tal de Militão.
A Justiça
Depois do Paulo Portas considerar a ida ao tribunal no caso Moderna como pedagógico, António Costa considera o facto de ir testemunhar no caso Casa Pia como positivo e sente orgulho em colaborar com a justiça. Antes que vire moda ir dar uma de "chá" com o juizes, A Cagada, cumprindo o seu objectivo de serviço publico, adverte seriemente contra os perigos de ser ouvido por um Juiz. A situação atinge laivos de tragédia se o seu papel for o de arguido. Aqui há tempos tive acesso a um memorando interno secreto do Ministério Público onde se propunha como medida principal para acelerar o cumprimento da justiça a aplicação cega da prisão preventiva. Segundo o memorando, as vantagens são evidentes: 1) O arguido está sempre ali à mão o que permite que os Juizes se ocupem dos casos sempre que tiverem um tempito no intervalo das aulas que dão nas universidades privadas. 2) As testemunhas têm tempo de se familiarizar com o rosto dos arguidos o que pode evitar mal entendidos quando forem prestar declarações ao Tribunal. 3 e ultima) O gajo já está preso o que diminui a carga dramática e de stress ao Juiz que finalmente tiver que o condenar (com vantagens inerentes para o calculo do justo tempo de prisão que o gajo irá levar).
Ranking, Futebol e Imparcialidade
Em relação às equipas portuguesas, o destaque vai para a subida espectacular do Benfica. O clube da Luz, orientado pelo espanhol José António Camacho, deixou o 235º lugar para se fixar no 205º.
A equipa portuguesa melhor classificada continua a ser o FC Porto, campeão nacional, vencedor da Taça UEFA e finalista da Taça de Portugal. Os portistas ocupam a nona posição com 247,5 pontos e nem a recente vitória em Sevilha frente ao Celtic de Glasgow foi suficiente para melhorar a classificação em comparação com o mês passado
in RTP

Note-se as expressões "o destaque vai para" e "subida espectacular" e o comentário à incapacidade do Porto em melhorar a classificação.
Fétida Felgueiras
A santa milagrosa da terra dos sapatos proclamou ontem que era a primeira exilada da justiça de um país que se diz democrático. A frase, digna de ficar ao lado de outras frases famosas como: "isso é o cu, mulo" e "isso não é o anel, é o relógio de pulso" é um verdadeiro marco na história Portuguesa desde 1974. Com o caso Moderna atingimos o fundo. Com o caso da pedofilia começamos a escavar. Com a conferência de imprensa de ontem na "defensoria publica" brasileira chegamos à Ilha de Java. O que até é apropriado porque Felgueiras é uma espécie de Indonésia menos eficiente: produz menos sapatos com mais trabalho infantil e os chefes das milicias embora mediáticos ainda não conseguiram chegar aos calcanhares do Eurico Guterres. Mas o que se destaca (para alem do vestido rosa da Fátima, nitida provocação ao PS) é o papel do Brasil nesta merda toda. Não chega darem asilo a foragidos como o padre Frederico, a Fátima Felgueiras e o Jardel, ainda por cima, cedem um espaço público para os gajos gozarem com os Portugueses!!! Está na hora de começar a retaliar. Proponho um boicote aos produtos brasileiros. E já comecei a cumprir o meu papel: ontem fui às putas e pedi a Aika Lamontava em vez da Cilinha Coxa Crossa.

quarta-feira, junho 11, 2003

O neo-nacionalismo
O nosso presidente, não se sabe ainda se por causa do tintol ou se por causa de algum AVC que lhe deu na altura, referiu-se no discurso do Dia de Portugal a um novo nacionalismo, a um novo sentimento patriótico.
Por momentos fiquei confuso, mas depois apercebi-me que ele tinha razão. O novo sentimento patriótico devia ser alguma coisa escondida... de repente lembrei-me! "será que a comichão no olho do cu que me tem atormentado é afinal o novo sentimento de patriotismo?"
Depois de pensar no assunto a fundo cheguei à conclusão que só podia ser isso!
Se o sentimento patriótico é aquela comichão incomodativa que me moi o juizo na rua, e se esse sentimento me obriga a andar como se fosse um roto, então essa postura deve ser a postura patriótica! E o cheiro patriótico? Uma mistura de suor do rego e bosta? Então o discurso patriótico será o valente peido? E a bandeira? Toda castanha com o símbolo de uma peida? O hino, em vez de A Portuguesa, passava a ser A Cagada e o nosso presidente, bem... deixava de ter esse título para se passar a chamar: Capitão Cagalhão!
Agraciados pelo Presidente da Republica no dia 10 de Junho com a ordem de mérito

"Peter", Dono do "Café Sport" na Horta
Carlos Alberto Moniz, Músico
"Pauleta", Jogador de Futebol

P.S: Nesta terra toda a gente tem a mania que é engraçado. Até o presidente.

terça-feira, junho 10, 2003

Blogo.no.Sapo
Reparei hoje que já não constamos do destaque do blogo. Fomos arrumados sem um aviso, sem possibilidade de nos defendermos, sem possibilidade de pedirmos a uns amigos para dar um jeitinho. Será uma cabala?
E antes que me esqueça...
Viva o 10 de Junho! VIVA PORTUGAL!
10 de Junho
A todos os portugueses no estrangeiro:
Hoje, ao fim da tarde, realizam-se diversas recepções organizadas pelas embaixadas portuguesas espalhadas pelo mundo. Face às actuais dificuldades orçamentais decidimos tomar as seguintes medidas para fazer do pouco muito e organizar uma grande festa à portuguesa:
1) Os convidados devem trazer a sua própria comida nomeadamente os tradicionais garrafão e chouriço.
2) Em vez dos tradicionais ranchos e/ou artistas populares vindos de Portugal a peso de ouro, os próprios embaixadores vão actuar num espectaculo de karaoke.
3) O tradicional sorteio do automóvel irá ser substiuido pelo concurso do bigode. O vencedor masculino recebe duas senhas para sardinhas. O vencedor feminino recebe uma Mach III.
Agradecendo desde já a ajuda e compreensão.
O Ministro dos Negócios Estrangeiros

segunda-feira, junho 09, 2003

A puta da confusão
Que passe depressa e que voltem os infames. Como costuma dizer um amigo meu: se até eu erro quanto mais os outros. Caros infames: Esqueçam o que se passou e voltem os três. São muito novos para terem principios. Deixem-se de merdas e não se zanguem por causa dum gajo qualquer do Bloco de Esquerda. Gajos destes nós até comiamos ao pequeno almoço (se eles não gostassem...). O gajo se calhar até é do povo!
Religião vs Marco Paulo
Já todos devem ter reparado, pelos meus comentários, como sou bastante religioso. Digo mais, sou um fervoroso praticante da fé católica. Não há dia que eu não goste de ouvir um "aí meu Deus que me rasgas toda!!". Porém, ando um pouco descrente desde que comecei a interrogar o sentido de justiça do Gajo (como eu prefiro chamar-lhe). A morte supostamente é comum a todos nós mortais, sendo certo que o sentido natural é que a tenhamos de enfrentar no fim da vida. Contudo ela pode antecipar-se, podendo ceifar-nos a qualquer momento. Eu sou da opinião de que quando assim é, recebemos avisos antecipadamente para modificar-nos o nosso comportamento. Foi o que aconteceu com o Marco Paulo. Fodia-nos os ouvidos diáriamente com musicas de revolver a tripa e penteados que inspiraram novos designs para as escovas de sanita. Um cancro avisou-o!!!. Mas parece-me que o animal (não confundir com este) não ligou e, continua a fazer-nos sangrar pelos ouvidos. O paneleiro lançou outro disco... Decerto que o criador lhe tem reservado um aparatoso acidente de viação ou um belo derrame cerebral. Está para breve, asseguro-vos, o momento em que poderemos descansar deste vértice do eixo do mal.
A DESCOBERTA: Tarefas domésticas ajudam a previnir o cancro dos ovários
O exercício físico, incluindo as tarefas domésticas, podem ajudar a prevenir o cancro dos ovários, revela um estudo publicado na revista "International Journal of Cancer".
IN Público
Esta descoberta vem comprovar que a emancipação feminina só veio prejudicar o equilibrio biológico da sociedade. A Cagada antecipa que outras descobertas se seguirão:
- Ficar em casa a tomar conta dos filhos previne a morte por acidente de viação.
- O sexo oral previne cáries na dentição feminina
- Desobedecer ao marido provoca escurecimento das pálpebras e inchaço dos lábios.

sexta-feira, junho 06, 2003

A Cagada - Serviço Público
Continuando a tentar classificar o nosso blog de serviço público, venho divulgar uma nova revista que poderá ajudar os leitores anões

revista
e-u: a grande cagada de 2003
A ideia de subsidiar os alunos universitários não é nada de novo. Em Braga, um conjunto muito alargado de industriais da zona tem, desde há muitos anos, ajudado a subsidiar muita menina universitária. Ás vezes passava pelo campus e aquilo era uma maravilha! As putas todas de saínha da Mango, carteirinha Louis Vuitton e óculozinhos da moda. Ás vezes chamava uma e dizia: "Que bela enrabadela que levas aí ao ombro!", enquanto lhes metia a mão nas mamas e lhes dava umas notitas para irem sair à noite. As vacas gostavam! Até relinchavam, literalmente, por 20% extra. Eram verdadeiras trabalhadoras-estudantes. Com produtividades destas a Mamanela Ferreilho Leite devia fazer-lhes uma estátua! Mas em vez disso anda a distribuir subsídios! A complementar-lhes o rendimento e provavelmente a acabar com a vida nocturna daquela grande cidade. A produtividade dos industriais vai descer como nunca, os gajos vão-se mudar todos para os países de leste e a puta da industria têxtil e de construção portuguesa vai com os porcos! Se é assim que querem ajudar o país, mais valia acabarem com os puteiros! Estou irritado, chiça!
Obrigado Deus!
Pela pílula do dia seguinte e pela clínica dos Arcos.
A Roménia
Fui por acaso a Bucareste. Para quem não sabe, Bucareste é a capital da Roménia que é um dos países mais merdosos que pode haver. Metade dos gajos são ciganos e a outra metade é parecida. Distinguir um romeno de um cigano é como distinguir um preto de Trinidad dum preto de Tobago. Só quem vive lá. O sonho dos romenos é trabalhar nas obras em Portugal e ser pago às vezes. Ou então mandar os filhos sacar guito prós semaforos enquanto fica em casa a foder a mulher para aumentar as fontes de rendimento. Quanto a Bucareste é uma daqueles cidades a qual nem o Judas limpava o cu. Aqui há tempos começaram a matar os cães vadios que eram cerca de 100.000. Quando já iam nos 40.000 os filhos da puta dos ambientalistas intervieram e obrigaram os gajos a parar. Consequência: Os gajos tem todos uma preparação fisica do caralho pois a vida deles é fugir dos cães sempre que vão à rua. Os Edificios são feios como o caralho e já tentaram aplicar em Bucareste uma especie de programa Polis. O problema é que não existem explosivos suficientes na Roménia para rebentar com a merda toda. A ajuda do Portas (que se comprometeu a mandar o resto da dinamite se realojassem os romenos que estão em Portugal nos edificios a implodir) foi inexplicavelmente recusada.
Nova Sondagem
A ultima sondagem já estava a meter nojo. Ainda por cima ganhou o "este blog é uma cagada" que, para nós, não é novidade nenhuma...
Agora sim, temos uma sondagem polémica...
I didn't take the red pill
Eu sei quem são os gajos que não fazem parte da matrix! Eu sei quem são os gajos que vivem no "mundo real"!

A Blogtrix é apenas uma pequena parte do complexo emaranhado de tecnologia que nos rouba preciosas horas de fruição dos nossos sentidos. Até hoje não tinha percebido como é que se podia romper com ela, como é que podiamos sair da matrix e viver no "dessert of the real" (sobremesa do real?).
A resposta encontrei-a num comentário meu a um post do Blog de Esquerda: Rompendo com tudo aquilo que os identifica perante o sistema! Isso significa desligar os telemóveis, cancelar a conta de internet, apagar os cookies, formatar os e-mails e criar um virus que apague todos os e-mails por nós alguma vez enviados e que andem aí pelos servidores na net, cancelar a carta de condução, tirar novo BI e mentir em todos os campos, pedir para nos retirarem de todas as associações a que pertencemos, cancelar os cartões de cliente dos super-mercados, lojas de roupa, bombas de gasolina. Retirar o nosso nome de bases de dados provenientes de concursos em que participamos. Apagar os nossos registos académicos e tirar o chip que à nascença o governo americano nos coloca atrás da tola. Mas isso é impossível. Quem serão então os Neo's deste mundo? A resposta é obvia! Os ciganos! Foda-se!
Isso é o ques não dizem nos filmes! Se os gajos em Holywood não pintassem as coisas de cor de rosa, no filme o Neo era um cigano, a Nebuchadnezzar era uma carroça e a Trinity tinha quatro filhos, era feia como um cão e levava porrada todos os dias. Por isso é que eu acho mal que se estejam a moldar as mentes das nossas criancinhas com estas merdas pseudo-filosóficas pró ciganos. Eu por mim não caio nessa, até porque sou sobrinho d'O Arquitecto e o gajo vai-me arranjar umas cunhas porreiras. Por isso vou continuando a preferir a pílula azul e a acordar todas as manhãs no meu futon, com o alarme do telemóvel, a ir consultar o mail e a postar como quem caga, ao sabor do momento.
Eles Não Sabem Nem Sonham
Se ao menos a maioria dos homens soubesse que a excitação sexual da mulher começa muito antes de chegarem à cama, tudo seria um mar de rosas e de prazenteira satisfação.
Se tem uma boa relação com o seu companheiro e quer que esta se estenda ao plano da intimidade, deve dar-lhe umas ?aulinhas? sobre a melhor forma de a excitar sexualmente.
Assim, para começar, dê-lhe a entender que quando chega a casa depois de um esgotante dia de trabalho, nada a faz sentir melhor do que disfrutar de um relaxante banho de imersão, ao mesmo tempo que saboreia um bom vinho branco gelado. Enquanto se deleita com o calor da água e a frescura do vinho, deixe-o decidir se deve fazer o jantar ou optar por mandar vir comida de fora. Findo o repasto, consigo confortavelmente instalada no sofá e a ouvir a sua música preferida, é chegado o tempo de ele avançar para a devida recompensa dos seus bons serviços, mas não o deixe pensar que pelo facto de se ter portado bem a pode levar para a cama.
Leve-o a fazer-lhe uma boa massagem nas costas, dando-lhe a entender que o sexo não faz parte dos seus planos. Quando estiver bem relaxada, será você a propor uma mudança no programa de festas. Mas, antes de começarem, certifique-se que ele sabe fazer massagens, ou corre o sério risco de ficar com as costas em pior estado do que estavam antes.
Dê-lhe a entender que gosta de novidades. Por exemplo, uma máquina fotográfica no quarto pode ser bem vinda, desde que ele não se empenhe em fazer uma reportagem pornográfica para mostrar aos amigos, mas sim em criar um álbum de recordações em que a leitora é a heroína e única protagonista - afinal, você é simplesmente fantástica. Acredite que depois de umas poses, simultaneamente inocentes e atrevidas, ele fica em ponto de rebuçado e mais excitado que uma criança à espera do Pai Natal para abrir as prendas.
Escolha um bom filme em vídeo e instalem-se confortavelmente no sofá para uma sessão cinematográfica. Tenha o cuidado de manter o comando da televisão perto de si para ele não ter a tentação de ver o resumo desportivo do dia.
Convença-o a levá-la para a cama e, depois de lhe aconchegar a roupa, peça-lhe para ele lhe ler um livro, de preferência um conto erótico. Nada de baboseiras do tipo Playboy, com imagens que nada têm a haver com o amor. Escolham um bom conto que inclua poderosas referências a fantasias femininas. A natureza faz o resto.
Por fim, resta dizer que nenhuma destas dicas funciona sempre, mas se ambos estiverem na disposição de particarem nestes jogos, os resultados podem ser bastante gratificantes.

IN NETFEMININA.SAPO.PT

Quer dizer que todas as vezes que quisermos saltar na patroa temos de ter a deixar tomar banho, fazer-lhe o jantar, fazer-lhe uma massagem, tirar-lhe fotografias, ver um filme e ler-lhe um livro? FODA-SE... E depois as mães de Bragança admiram-se que existam as PUTAS. Aí o unico procedimento que necessitamos é DEPOIS da queca, meter a mão no bolso do casaco, tirar a carteira, abrir a carteira, tirar o dinheiro, dar o dinheiro, passar-lhe a mão no pêlo, fechar a carteira, meter a carteira no casaco, vestir as calças e ir embora.


Versão Sebastião:
Se ao menos a maioria das mulheres soubesse que a excitação sexual do homem começa muito antes de chegarem à cama (aliás hoje começou antes de chegar ao escritório e vi uma loira com umas calças brancas a deixar transparecer umas cuecas "asa delta") , tudo seria um mar de rosas e de prazenteira satisfação.
Se tem uma boa relação com a sua companheira e quer que esta se estenda ao plano da intimidade, deve dar-lhe umas ?aulinhas? sobre a melhor forma de o excitar sexualmente.
Assim, para começar, dê-lhe a entender que quando chega a casa depois de um esgotante dia de trabalho, nada o faz sentir melhor do que disfrutar de um relaxante broche, ao mesmo tempo que saboreia uma boa cerveja preta gelada. Enquanto se deleita com o bico e a frescura da mini-preta, não a deixe decidir se deve fazer o jantar ou optar por mandar vir comida de fora. Mande-a fazer o jantar. Findo o repasto, consigo confortavelmente instalado no sofá e a ver o resumo da jornada, é chegado o tempo de ela avançar para a devida recompensa dos seus bons serviços, mas não a deixe pensar que pelo facto de se ter portado bem o pode levar para a cama.
Leve-a a fazer-lhe uma boa massagem nas costas, dando-lhe a entender que se se portar bem até pode ser que hoje lhe passe o corredor a pano. Quando estiver bem relaxado, será você a propor uma mudança no programa de festas. Diga-lhe que hoje lhe quer ir ao rabo. Mas, antes de começarem, certifique-se que ela o lavou ou senão terá desgradáveis surpresas.
Dê-lhe a entender que gosta de novidades. Por exemplo, uma amiga dela é sempre bem-vinda, e nada dessas paneleirices de máquinas fotograficas a não ser para comprovar aos amigos que sempre conseguiu comer a gaja lá do escritório.
Depois de lhe saltar na cueca, durma tranquilo até ao dia seguinte, em que acordará com uma sensação de tranquilidade e boa disposição...

quinta-feira, junho 05, 2003

Onde pára o Sebastião?
O Sebastião está neste momento a a chegar ao fim de uma aventura para o "auto-conhecimento".
Tudo começou na sexta-feira. Depois de postar como quem caga, levantou-se, pegou na mala de cartão e fez-se à estrada. Já a noite ia alta quando chegou a Tarifa e começou a construir uma jangada para se fazer ao mar e chegar a Marrocos. Na travessia cruzou-se com umas 20 jangadas, tudo mouralhada a tentar a cidadania espanhola. Conseguiu convencer umas 15 de que iam na direcção errada, explicou-lhes qualquer coisa sobre as bússolas terem sido revistas para que o Norte apontasse para Meca e mantinha-se sempre muito sério enquanto os via remar em direcção ao Brasil.
Depois de chegar a Ceuta raptou duas muçulmanas, fodeu-lhes o cabelo e a pintilheira toda com água oxigenada até ficarem quase brancos e, depois de lhes dar uma mostra da alheira de mirandela, trocou-as por camêlos, vodka e ganza. Completamente abastecido estava pronto para atravessar o Deserto. Começou pela ganza, misturada com o ácido que tinha roubado à irmã e passado um bocado já tinha quebrado o gelo com o camelo e os dois conversavam da vida e de gajas como se se conhecessem desde sempre. Estavam a meio do deserto quando o Sebastião, nessa altura já auto intitulado: "Sebastião o Sobre-homem, grande Rei do deserto, Imperador dos camêlos e Soberano de todas as coisas vivas em geral", avistou um grupo de Tuaregs. Todo fodido como estava coloca a mascara de zorro e desata a galopar em direcção á pretalhada. A meio do caminho pára de galopar, volta para trás, sobe para o camelo e desta vez sim, vai ter com os escarumbas. Uns metros antes mete o xanxo para fora e começa a fazer uma espanholada no meio das bossas do camêlo. Os Tuaregs fogem todos. Depois de acabar com a vodka o Sebastião chega ao Senegal. Isto foi na terça-feira. Com tanto preto e a ouvir falar francês o Bastas foi à procura da Torre Eifell. Não a encontrou, mas o que descobriu ia-o mudar para sempre: Começou a ver tabuletas e sinais escritos em português, cidades com nomes como Lourenço Marques, ruas com o nome de Camões, tudo num cenário de destruição e guerra... isso só podia querer dizer uma coisa! Enquanto estava no deserto com a mimi, o nome que deu ao camelo depois de lhe pintar os beiços e os cascos de vermelho, o tempo tinha avançado para todos menos para eles e já devia ser para aí o ano 3000! Ainda atordoado pela descoberta desata a correr pela cidade até que vê um polícia. Mais aliviado bate-lhe no ombro. O gajo vira-se... era um preto. "NÃAAAOOOOOOO eles tomaram conta do mundo!". Depois disso ele foi deportado para casa e ainda está em estado de choque. Hoje de manhã já conseguia dizer algumas palavras com sentido: "foda-se pó caralho"; "foda-se, pá, foda-se"; "ai o caralho... ano 3000, dasse, e a mimi? E A MIMI?" por isso deve estar quase pronto para postar. Pode é ser que não seja hoje, porque só para o ver ter uma recaída mudei-lhe o backgroud do computador para isto, com o texto: O novo Governo Português!

quarta-feira, junho 04, 2003

A Ponte
Aqui há tempos construiu-se aqui na Suécia uma ponte que não vai a lugar nenhum. Conseguiu-se o dinheiro para a ponte e não para as acessibilidades. A polémica foi enorme mas isso não impediu que se realizasse uma consulta popular para lhe dar um nome. Infelizmente o nacionalismo ganhou à lógica. A ponte não se vai chamar ponte Portugal.
No Taxi
Passageiro: Foda-se, fui assaltado por 5 gajos!
Taxista: Eram pretos?
Passageiro: Não! Eram brancos.
Taxista: Caralho. Assim vai ser dificil a vingança.
Passageiro: Porquê? Os pretos são mais fáceis de encontrar?
Taxista: Não! Mas fodias outros 5 quaisquer e era a mesma merda.
Jerkish parte 2: sem tradução

Tschpum tschpum tshpum
Hen? HMMMM Tap tap tap
Nhec nhec? Nhec!
Vruuuuummmmmmmmmm

Click! Nhiiiiieeeeeeeeeekkk
Rassgg tump!
SHUP SHUP SHUP SHUP
SHUP NHEC SHUP NHEC SHUP NHEC

NHEEECCC NHEEEECCCC
NHEC NHEC NHEC NHEC! NEHC! NEHC!
Ahhhhhh! Tump tump trrump trumpr treishh!
ronc ronc ahhhhhh
Querido junk mail
Ao contrário das bestas que eu conheço, eu apago os mails dos amigos e leio só o junk mail. Esta fonte preciosa de informação que já me ajudou a aumentar o tamanho do xanxo em 5 cm, me fez comprar o super-aspirador 2000 que até limpa a cor das alcatifas e me ajudou a encontrar a miss sara, a puta brasileira que sustento numa casa alugada mesmo ao lado do emprego, não para de me surpreender com as melhores dicas para uma vida feliz. Aqui vai a selecção de hoje:
Extreme female ejaculation (EFE) - este não posso perder, já encomendei os 3 DVD's:
- "EFJ, será mijo? Então porque é que não sabe?";
- "EFE, ou como apagar um incêndio de cozinha só com um vibrador";
- "Como distinguir entre a EFE e o rebentamento das águas numa mulher - o guia passo a passo para o marido que não quer fazer comentários do tipo: Ó vaca, tás para aí deitada, com o médico a mexer-te e tás vir-te? És mesmo porca! Vou já saltar em cima da enfermeira só para ficarmos quites".

terça-feira, junho 03, 2003

Jerkish (Linguagem de comunicação entre os humanos e os chimpanzés desenvolvido nos anos 70 nos E.U.A)
"Eu li uma poesia do autor mais concentuado que escreve em Jerkish. Para um poema de 69 palavras, o autor necessita apenas de 37 palavras e não necessita de qualquer ideia original... E quem tenha a capacidade de ler atentamente o poema pode facilmente verificar que o vocabulário Jerkish de apenas 225 palavras é largamente desnecessário" Ivan Klima (Love and Garbage)

Enquanto alguns se maravilham com a banalidade do haiku, A Cagada apresenta la creme de lá creme da poesia pós-moderna: A poesia em jerkish. Aqui vai a tradução simultanea....

Titulo: Slamb Slamb Pimba Pimba
(A mulher)

Hummmm traq traq
(que belo traseiro)
Hummmm slamb slamb
(lambia-o todo)
Zack zack hummmm trás trás
(quero despir-te e dar umas belas palmadas)
Big big hummmm schalp schalp
(nem imaginas o que tenho aqui para o teu grelo)

nam nam ahhh ahhh
(e não adianta dizer que te doi a cabeça)
aiiiii aiiii big big big big
(quando gritas isso só me exita ainda mais)
Zack zack hummmm trás trás
(quero despir-te e dar umas belas palmadas)
Big big hummmm traq traq
(acabar a noite a comer o teu cu)
ronc ronc ahhhhhh
(e por fim adormecer com um sorriso)

segunda-feira, junho 02, 2003

Em resposta aos mails irados
Domingo não é para postar... é para PASTAR!
Aos domingos o cérebro ainda lateja da noite anterior e só a partir de metade da tarde é que descubro se estou paraplégico ou se é tudo do vodka.
Mesmo que conseguisse coordenar os meus membros para acertar no botão de ligar do computador, me lembrasse da password, conseguisse carregar duas vezes em cima do "bloggar" tudo o que ia ver era um ecrã em branco e provavelmente ia-me rir durante duas horas a ver o cursor a piscar.
A única coisa que conseguiria escrever, e isto já quase de madrugada eram uns "oeou vuowviqconqcnqncv" e era com a cabeça, enquanto me tentava apoiar para me levantar e ir para a cama. Por isso, ou me enviam cá para casa umas caixas de guronsan ou então bem que têm de esperar pela segunda feira para receberem um postzito.